Policial

Abdiel Domiciano confessa que matou ajudante por ciúmes da ex e é condenado a mais 14 anos de prisão em Mossoró

O Tribunal do Júri Popular condenou nesta quinta-feira, 20 de Setembro de 2018, o réu Abdiel da Silva Domiciano a 14 anos de prisão no regime fechado por homicídio qualificado. Na mesma ocasião, ele foi inocentado por uma tentativa de homicídio. O acusado vinha negando ter praticado estes crimes e somente hoje no Salão do Júri confessou.

Ambos os crimes ocorreram no dia 07 de Janeiro do ano passado no bairro Santo Antônio, na zona norte de Mossoró. O julgamento aconteceu no Fórum Municipal Desembargador Silveira Martins e foi concluído no final da manhã.

O júri foi presidido pelo juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros. A acusação foi feita pelo promotor de justiça Armando Lúcio Ribeiro e o defensor público Diego Melo defendeu os interesses do réu. Após explanações de ambas as partes, o Conselho de Sentença se reuniu e decidiu pela condenação do réu por homicídio qualificado e pela absolvição do crime de tentativa de homicídio.

Abdiel foi condenado por matar a tiros no dia 07 de Janeiro de 2017, o ajudante Pedro Ítalo Santos Costa, e ter baleado o comerciante Amon Peixoto Faria. Em relação à tentativa de homicídio, defesa e acusação entenderam que o réu não tinha como objetivo matar o comerciante, por isso, ambos concordaram, fazendo com que o Conselho de Sentença absolvessem o réu deste crime.

Durante o julgamento ficou esclarecido que Petro Ítalo teria um relacionamento com a ex-companheira de Abdiel, por isso, ele era o alvo do ataque a tiros, conforme relatou o réu no depoimento. Por estar na ocasião, Amon acabou sofrendo bala perdida.

O réu tem uma ficha longa na polícia pela prática de homicídios. Em agosto passado, ele foi condenado a 18 anos de 8 meses de prisão no regime fechado, por matar a tiros o gari Lucas Serafim da Silva, de 18 anos, e balear o colega dele Reginaldo Aquino. O motivo do crime é o mesmo: Reginaldo era o alvo dos disparos por ter tido um relacionamento com a ex-companheira do acusado.

Abdiel será julgado novamente no dia 24 de Outubro deste ano por outros dois homicídios praticados na companhia de comparsas.

Mossoró Hoje 

Redação M 190
Comente Aqui!
COMPARTILHE!

Comentários no Facebook

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
Fechar